/

Os japoneses têm as criaturas mitológicas mais arrepiantes, e mesmo os amistosos são aterrorizantes

O Japão tem um folclore bastante rico e os personagens mitológicos desempenham um papel muito importante nisso. Por séculos, os contos de Yokai (as chamadas criaturas estranhas e sobrenaturais) foram contados e lentamente expandidos em todos os aspectos da cultura japonesa. Ainda hoje, histórias e ilustrações dessas bestas são muito cativantes e podem ser encontradas em praticamente todos os lugares, de mangás e animes a videogames e rótulos de marcas.

Reunimos alguns dos mais interessantes e terríveis monstros mitológicos do folclore japonês. Role abaixo e diga-nos o que você pensa sobre eles nos comentários.


#1 Nyoijizai

Nyoijizai é um espírito das costas. Ele tem o poder de arranhar aquele ponto que está coçando  nas suas costas que você não consegue alcançar, não importa o quanto você tente.


#2 Betobeto-San

Betobeto-San segue os viajantes à noite, fazendo o som "beto beto" com suas sandálias de madeira. Para as vítimas, isso pode ser bastante traumático, mas Betobeto-San não é perigoso. Para escapar deste monstro você só tem que se afastar e dizer depois, "Betobeto-san ".

#3 Futakuchi Onna

“The Two-mouthed Woman” tem uma boca normal no rosto e a segunda na parte de trás da cabeça, sob o cabelo. Em muitas histórias, a segunda boca aparece na cabeça de uma mulher para forçá-la a comer mais. Outras histórias dizem que a mulher deixou seu enteado morrer de fome e o espírito vingativo habita seu corpo para se vingar.


#4 Mokumokuren

Mokumokuren é um fantasma nascido de portas de papel deslizantes maltratadas ('shoji'). Quando o papel fica cheio de buracos, os olhos começam a sair dos buracos, observando tudo o que acontece dentro de sua casa. Mesmo assim, esse fantasma não é perigoso, mas é extremamente assustador.


#5 Bake-Kujira

O Bake-kujira é uma enorme baleia esquelética fantasmagórica. Elas aparecem em noites chuvosas perto de vilarejos japoneses baleeiros costeiros, assustando os pescadores e entregando uma poderosa maldição a qualquer um que a visse. A maldição da baleia traz fome, peste, fogo e outros tipos de desastres às aldeias atingidas.


#6 Shichinin Misaki

Shichinin Misaki são os fantasmas de humanos que morreram em acidentes. Ao possuir e matar uma pessoa, um dos espíritos do Shichinin Misaki pode encontrar a paz e aquele que foi morto toma o seu lugar. Por esta razão, Shichinin Misaki é sempre um grupo de sete e nunca diminui ou aumenta.


#7 Keukegen

Apesar de sua fofura aparente, Keukegen não faz o tipo animal de estimação. Eles são na verdade uma espécie de espírito menor de má sorte, doença e pestilência. Eles trazem doenças e má saúde para aqueles que vivem perto. Geralmente, eles tentam evitar o contato humano, sendo tímidos por natureza e raramente são vistos.


#8 Imori

Imori são os fantasmas de guerreiros mortos transformados em lagartixas. Eles assombram as ruínas esquecidas e crescidas onde perderam suas vidas, atacando e assediando invasores.


#9 Gashadokuro

Os Gashadokuro são espíritos que tomam a forma de esqueletos gigantes e são quinze vezes mais altos que uma pessoa comum, supostamente criados a partir dos ossos acumulados de pessoas que morreram de fome ou em batalha, sem serem enterradas. Eles vagam depois da meia-noite, pegando viajantes solitários e mordendo suas cabeças para beber seu sangue pulverizado.


#10 Nekomata

Eles olham para os humanos com desprezo e são frequentemente responsáveis por invocar bolas de fogo que iniciam grandes conflagrações, matando muitas pessoas. Eles frequentemente controlam cadáveres com seus poderes necromânticos como mestres de marionetes, e eles usam sua poderosa influência para chantagear ou escravizar os humanos a fazerem seus pedidos.


#11 Kami-Kiri

Kamikiri é um monstro com um bico de tesoura e mãos como navalhas. Eles são pequenos e capazes de se esgueirar silenciosamente através de janelas e portas abertas sem alertar suas vítimas. À noite eles se esgueiram até suas vítimas e cortam seus cabelos.


Trending Posts

Seguir por email